contos sol e lua

contos sol e lua

sábado, 26 de setembro de 2009

SOL E LUA.


- Sim, amada Lua! Nosso amor não tem limite de tempo e espaço! Simplesmente, nasceu para sermos um, parte do outro. E assim seremos, eternamente.
E o Sol e Lua, viviam a plenitude de um verdadeiro amor.
Contudo, Deus criou o mundo e lançou missões para todos. Eis que o Sol estaria incumbido de iluminar o dia; enquanto a Lua, iluminaria a noite. O que seria desta linda história de amor?
Chega o momento da despedida.
- Por que, quis o Senhor separa-nos, amado Sol? – perguntava a Lua, não conseguindo evitar as lágrimas.
- Todos temos uma missão, amada Lua! Penses que brilharás as noites frias e quentes e penetrarás nos corações enamorados! Assim como levarei calor humano e deixarei que a felicidade se faça presente em cada coração que souber apreciar o sentido de meu brilho. Brilho por ti, minha amada! Brilho de amor! – disse o Sol, tentando amenizar a dor de sua amada. A mesma dor que vivenciava, mas diante de tão frágil Lua, necessitava buscar forças para tão triste momento.Cristina Sena.

Um comentário:

Cris disse...

Maravilhoso amiga!
Adorei as imagens harmonizando
o texto!
Parabéns!
Sucesso hoje e sempre!