contos sol e lua

contos sol e lua

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

CONFIO NA SOMBRA.




Coizas acontecem que,não sabemos de onde vêm e como.
Estou em mundo que não é meu.Um sonho?não sei.
Ando por lugares sombrios.Sempre aconpanhada por uma sombra.
Que mais parece a morte.Derrepente me vejo em um túnel.
Não encontro o caminho de volta,o desepero a dor,minha
são minhas companheiras.Tento voltar.Mais me aprofundo mais.
Derreepente,essa mesma sombra que me seguia,adentra o túnel.
E com ele saio do túnel,pois não mais tinha forças.
A dor da morte me consumia.Me vejo fora desse túnel.
A confusão toma conta de meu ser,atordoada me vejo
em tribunal.A sombra é meu defensor.Terei de ser julgada.
Para ter direito a vida novamente.Transcorre o julgamento.
Essa sombra me dá novamente o direito a vida.É um renascer.
Aisha Jalilah.

2 comentários:

JB иIGЋŧ disse...

ficou lindo anja!
adorei oque escrevew ^^
belissimo!
parabens !

Cris disse...

ADOREI O POEMA CONFIO NA SOMBRA! ELE TEM UM COMEÇO, MEIO E FINAL(RENASCER) EXCEPCIONAL.PARABÉNS MINHA LINDA POETIZA! BJS! ALIÁS TODO ESSE BLOG ESTÁ MARAVILHOSO!